Laje de Santos, a cada mergulho uma nova descoberta

Compartilhe:


Localizada aproximadamente a 20 milhas a partir de Santos-SP, são duas lajes que sobem até 38 metros do nível do mar. A profundidade local varia entre 12 e 45m.

Tem comprimento de 550 m de 183 largura. No local, é possível esbarrar com muitos peixes, raias, tartarugas e algumas espécies de tubarões.


Devido à distância e posição geográfica, deve-se tomar algumas precauções devido as fortes correntes locais. É comum alguns mergulhadores sairem longe do barco e terem bastante dificuldade até chegar ao mesmo.




GPS: 24º 19,162' S / 46º 10,939' W
Temperatura: 18 e 23ºC
Visibilidade: 5 a 40m

Características dos pontos de mergulho:

Portinho - Costa abrigada com até 20m profundidade. Corais cérebro chegam a ser vistos aos 7m. Frades, budiões buquelos (vinho), budiões rufos (roxos), e peixes de passagem marcam presença no local. Em toda a Laje, podem ser vistas as arraias-manteiga, prego e chita, mas neste ponto o mergulhador têm mais chance de ver as arraias jamanta. Tartarugas-marinhas circulam com mais freqüência, principalmente à noite.

Moréia - Naufrágio em um banco de areia, aos 21m de profundidade e inclinado à boreste, no paralelo às formações rochosas. Com boa conservação. A entrada é feita pelo porão. No interior são vistas grandes poliquetas, esponjas, anêmonas e peixes territoriais como a garoupa, o badejo e a salema. Uma grande formação de gorgônias avermelhadas se estende a bombordo e garantem um belo espetáculo para quem faz mergulho noturno.

Caixaria - É local onde ficam os restos do pesqueiro São Judas Tadeu. Neste ponto, o visitante poderá ver o motor, eixo e o hélice aos 3m de profundidade. A meia água, um cilindro de acetileno usado para soldas e os tanques de óleo diesel aos 20m já no areião.

Parcel das Âncoras - Âncoras de vários tamanhos e tipos são encontradas entre as rochas submersas, pois os antigos pesqueiros tinham de cerrar seus cabos quando não conseguiam trazê-las à embarcação. Peixes-cirurgiões e animais bentônicos, como o delicado cerianto, são algumas das atrações deste local. O mergulho começa aos 24m e pode chegar aos 40m.

Paredão (ou Laje de Fora) - Parede vertical que desce até os 40m. Muita vida marinha e grandes cardumes de peixes de passagem. Presença de bonitos, olhetes, olhos-de-boi, xaréis, xareletes, barracudas, trombetas e anchovas

Rampa do Norte - Ponto para mergulhadores mais experientes, pois se estende por 40m da ponta da Laje. Há correntes fortes que levam para alto-mar. Grandes caranhas e meros passam pela rampa, mas a formação rochosa é também um ótimo lugar para se observar pequenos organismos marinhos, como as anêmonas brancas.

Fotos: Mauricio Andrade

.