Plastic Pellets para Takada

Compartilhe:

17/10/2009 - Por Andréa de Lima/Global Garbage

O Dr. Hideshige Takada, da Universidade de Tokyo, conduz uma pesquisa para avaliar as concentrações de poluentes orgânicos adsorvidos aos pellets, ou nibs, pequenas esferas de polietileno que são a base para a produção de diferentes tipos de plástico.

Os pellets estão espalhados pelos oceanos e depositados nas praias de todo o mundo. A pesquisa do Dr. Takada tem como objetivo mapear as concentrações de poluentes orgânicos globalmente, utilizando os pellets como base para a análise. Para isso, lançou uma chamada para pellets (Call for Pellets) que incentiva pessoas de todo o mundo a coletarem pellets em praias de sua região, anotando as coordenadas e enviando para seu laboratório no Japão, onde os pellets serão analisados.


A coleta dos pellets é extremamente simples, são necessários apenas um envelope de papel alumínio e uma pinça de aço inoxidável, ou, se não tiver a pinça, com as mãos bem lavadas. A coleta consiste em pegar os pellets na areia e colocar no envelope de alumínio. Dr. Takada precisa de no mínimo 100 pellets para fazer sua análise, mas o ideal para ele são 200, para ter dados mais confiáveis. Depois de coletados os pellets é só enviar pelo correio. Que pode ser como carta mesmo, já que os pellets não fazem muito volume. O envio deles para o Japão fica em menos de 5 reais.


Na terça-feira passada, aproveitamos que o grupo de estudos não se reuniu e fomos coletar pellets na Ponta da Praia, em Santos. Caio levou o GPS, e em menos de duas horas já havíamos coletado mais de 400 pellets, foi muito rápido.

Quem tiver interesse no assunto entre no site do International Pellets Watch

.