Limpeza na Ilha Porchat acontece neste Sábado

Compartilhe:

17/02/2010

A Ilha Porchat está doente, por isso, neste final de semana será organizada a 14ª Ação Voluntária EcoFaxina - Ilha Porchat, a primeira ação de limpeza do Instituto EcoFaxina em 2010.

O evento será realizado dia 20/02, Sábado, no final da Alameda Paulo Barbosa, altura do número 901, próximo ao Edifício Seven Seas, a partir das 9 horas.

Esta Ação Voluntária terá como foco a limpeza de parte da encosta e costão rochoso da ilha, chamando a atenção também para um problema que vem sendo agravado pelo acúmulo de lixo: erosões e deslizamentos na encosta que estão levando muito sedimento para as rochas, prejudicando principalmente a fauna séssil e trazendo riscos eminentes para as construções próximas. Tal fato vem ocorrendo pela falta de engenharia para o escoamento de águas pluviais proveniente de vias públicas e sendo agravado pela alteração na permeabilidade natural do solo devido a grande quantidade de lixo na encosta da ilha.

O Instituto EcoFaxina esteve no local e se deparou com imagens como essa

A erosão carrega o sedimento para o ecossistema marinho


Costão Rochoso

Esse ecossistema se localiza em uma região do litoral classificada como zona entre-marés e é responsável por abrigar centenas de espécies marinhas, apresentando uma enorme biomassa. Essa grande concentração de seres vivos representa a interação entre diversas espécies que vivem em harmonia. Fatores externos que venham prejudicar tal harmonia podem causar um forte desequilíbrio ecológico, diminuindo a oferta de alimento para animais que frequentam o local, como diversas espécies de tartarugas e peixes. Além de causar alterações na distribuição dos organismos que lutam por espaço.

Entre as diversas espécies de organismos que habitam os costões rochosos da nossa região, podemos destacar: ligias (baratinha do mar), peixes, algas, cracas, mexilhões, ostras, gastrópodes, esponjas, anêmonas, caranguejos, camarões, poliquetos, oligoquetos, ouriços, ofiúros, cavalos-marinhos, lírios e estrelas do mar.

A ocupação das rochas por cracas, moluscos de concha fixa e outros animais sésseis cria uma heterogeneidade espacial e diversos microhabitats que permitem a existência de uma grande fauna associada. É toda essa fauna local que oferece alimento para inúmeras espécies vágeis (que passam nadando pela região), tornando o habitat propício para abrigo, acasalamento e berçário.

Se continuarmos assim vamos acabar com a biodiversidade marinha

Recomendações

Para esta Ação Voluntária aconselhamos que os participantes utilizem roupas leves e calçado fechado, de preferência bermuda, camiseta regata e tênis. Durante a limpeza manter-se bem hidratado e não se arriscar em áreas perigosas, como pedras molhadas ou muito íngremes, ficar próximo aos grupos de voluntários, pedir e ceder ajuda para caminhar pelas rochas sempre que nescessário.

Chegando no local todos os participantes deverão assinar o Termo de Voluntário e informar o email e o nome para o preenchimento do certificado de participação que será entregue ao final da ação.

Devido ao entusiasmo de grande parte dos Biólogos Marinhos em "arrumar a casa", o término do evento não tem um horário determinado, mas a previsão é de que se encerre por volta das 14 horas. Lembrando que a ação faz parte do programa de Trote Ecológico da Universidade Santa Cecília, onde calouros da Faculdade de Biologia Marinha participam de forma voluntária de atividades ecológicas.

Apoio

A 14ª Ação Voluntária EcoFaxina - Ilha Porchat conta com os seguintes apoiadores: Unisanta, Sociedade Amigos da Ilha Porchat, Sociedade Amigos do Itararé, Project AWARE Foundation, Baía de São Vicente Iate Clube, Projeto Tia Egle, C.A. Biologia Marinha Unisanta, Prefeitura de São Vicente, Codesavi, 17º GB - Salvamar Paulista, Rádio Saudade FM, Rádio Jovem Pan FM e Rádio Litoral FM.

Fotos: Instituto EcoFaxina

.