22 de Março, Dia Mundial da Água

Compartilhe:

Por William Rodriguez Schepis - Fonte: ONU

Ecossistemas saudáveis são sustentados pela boa qualidade da água, o que leva a um melhor bem-estar humano. Pelo contrário, a má qualidade da água afeta o meio ambiente e bem-estar humano. Doenças transmitidas pela água causam a morte de mais de 1,5 milhões de crianças a cada ano.

A vida na Terra é baseada em água. E a qualidade de vida depende diretamente da qualidade da água.

A qualidade dos nossos recursos hídricos é cada vez mais ameaçado pela poluição. A atividade humana ao longo dos últimos 50 anos é responsável pela contaminação dos recursos hídricos, sem precedentes na história. Mais de 2,5 bilhões de pessoas no mundo vivem sem saneamento adequado. Todos os dias, 2 milhões de toneladas de esgoto e outros efluentes são drenados para as águas de todo o mundo. O problema é pior nos países em desenvolvimento, onde mais de 90% do esgoto bruto e 70% dos resíduos industriais sem tratamento são despejados nas águas superficiais.

Inserindo as mudanças climáticas no contexto, temos de levar em consideração que inundações e secas representam grandes desafios para a qualidade da água em cima das fontes de crescimento da poluição. Até que ponto estamos cientes do fato de que a população humana está aumentando, juntamente com a mudança de padrões de produção e consumo? Temos visto uma onda de processos industriais, mineração, agricultura e urbanização, resultando na libertação de metais pesados, elementos radioativos, toxinas orgânicas, e produtos farmacêuticos descartados no meio ambiente.

No dia 22 de março, como em todos os anos, o mundo vai celebrar o Dia Mundial da Água. A ONU-Água, juntamente com o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) vai tentar trazer a atenção do mundo para o grave problema da qualidade da água.

Fatos

  • Todos os dias, 2 milhões de toneladas de esgoto e resíduos industriais e agrícolas são despejados em água do mundo. (ONU WWAP 2003)
    A ONU estima que a quantidade de efluentes produzidos anualmente é de cerca de 1.500 km3. (ONU WWAP 2003)
  • A falta de saneamento adequado contamina cursos de água em todo o mundo e é uma dos mais significantes formas de poluição da água. Em todo o mundo, 2,5 bilhões de pessoas vivem sem saneamento adequado. (UNICEF, OMS, 2008)
  • Somente na ásia, 1,8 bilhão de pessoas não possuem saneamento básico. (UNICEF, OMS, 2008)
  • 18% da população mundial, ou 1,2 bilhões de pessoas, defecam a céu aberto. Defecar em céu aberto compromete significantemente a qualidade de corpos de água nas proximidades e representa um risco extremo para a saúde humana. (UNICEF, OMS, 2008)
  • No Sul da Ásia, 63% da população rural - 778 milhões de pessoas - defecam a céu aberto. (UNICEF OMS, 2008)
  • A água insalubre provoca 4 bilhões de casos de diarréia a cada ano, e resulta em 2,2 milhões de mortes, na maioria crianças com menos de cinco anos. Isso significa que 15% das mortes de crianças por ano são atribuidas a diarréia - uma criança que morre a cada 15 segundos. Somente na Índia, a maior causa de problemas de saúde e de morte entre as crianças é a diarreia, que mata quase meio milhão de crianças a cada ano. (OMS e UNICEF 2000)
  • Solventes clorados foram encontrados em 30% dos depósitos de águas subterrâneas em 15 cidades japonesas, às vezes até a 10 km da fonte de poluição. (UNEP 1996)
    Uma unidade de mercúrio é emitido para o ambiente para cada unidade de produção de ouro por mineradores de pequena escala. Um total de 1000 toneladas de mercúrio é lançado a cada ano na natureza. (UNEP / GRIDArendal 2004)
  • 60% dos 227 maiores rios do mundo tiveram o fluxo interrompido baixos devido à barragens e outras infra-estruturas. Interrupções no fluxo diminui drasticamente o transporte de sedimentos e nutrientes para trechos a jusante, reduzindo qualidade da água e prejudicando a saúde do ecossistema. (ONU WWAP 2003)
  • Houve um declínio generalizado na saúde biológica das águas de interior. Globalmente, 24% dos mamíferos e 12% das aves ligado às águas interiores são considerados ameaçados. (ONU WWAP 2003)
  • Em algumas regiões, como o Mediterrâneo e Madagascar e grupos de outras ilhas do oeste do Oceano Índico, mais de 50% de espécies nativas de peixes de água doce encontram-se em risco de extinção, e quase um terço dos anfíbios do mundo estão em risco de extinção. (Vie et al. 2009)
  • Espécies de água doce têm enfrentado uma taxa de extinção cinco vezes maior do que as espécies terrestres. (Ricciardi e Rasmussen 1999)
  • Ecossistemas de água doce sustentam um grande número de espécies, incluindo um quarto dos vertebrados conhecidos. Tais sistemas fornecem mais de 75 bilhões de dólares em bens e serviços do ecossistema para pessoas, mas são cada vez mais ameaçados por uma série de problemas relacionados a qualidade da água. (Vie et al. 2009)

Em Santos, cerca de 30 mil pessoas vivem em palafitas e lançam esgoto diretamente nas águas do estuário
Foto: Instituto EcoFaxina

.