Embalagens Tetra Pak se transformam em telhas ecológicas

Compartilhe:

26/03/2010 - IFSP

A Tetra Pak, líder mundial na produção de embalagens longa vida, investe em diversas iniciativas que disseminem a importância da coleta seletiva de lixo e também no desenvolvimento de tecnologias de reciclagem. Um dos projetos de sucesso é a produção de placas de telhas produzidas a partir da reciclagem de embalagens longa vida pós-consumo.


Trata-se de uma ação que tem como premissa a utilização e a valorização da cadeia de reciclagem como forma de gerar emprego e renda, ao mesmo tempo evitando que toneladas de material plástico e alumínio sigam para aterros sanitários.


A idéia surgiu em 1999, partindo do princípio de que a mistura de plástico e alumínio das embalagens é um material nobre, caro e muito resistente, o Departamento de Meio Ambiente da Tetra Pak começou a estudar uma maneira de prensar e transformar a mistura em placas rígidas, que poderiam ser utilizadas para diversos fins na construção civil (tapumes, revestimentos, etc.). Daí para a criação das telhas, a evolução foi rápida.


Atualmente, 17 fábricas no Brasil já produzem as telhas a partir desta tecnologia. Além de mais leves do que as comuns (amianto ou fibrocimento), as telhas possibilitam uma passagem de calor 30% menor e são 25% mais baratas. Testes feitos pela própria equipe, e depois estendidos a estudos nos laboratórios do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), também concluíram que o material se mostra superior às demais opções de telhas, de amianto e fibrocimento, tanto em durabilidade como em resistência.


Telhas ecológicas a partir de embalagens Tetra Pak

Mais de 31 empresas brasileiras reciclam a embalagem da Tetra Pak, gerando empregos e renda na cadeia de reciclagem. “É importante difundir este conceito por meio de exemplos que ilustram a aplicação prática das teorias de sustentabilidade”, explica Fernando von Zuben, diretor de meio ambiente da Tetra Pak no Brasil.

As embalagens cartonadas da Tetra Pak, são feitas com 75% de material renovável, certificado pelo FSC e são 100% recicláveis, assim minimizando os impactos ambientais e colaborando com a sustentabilidade do planeta.

.