MMA distribui sacolas retornáveis em Ipanema, no Rio de Janeiro

Compartilhe:

28/03/2010 - MMA

Três mil sacolas foram entregues à população, em ação conjunta do MMA e da rede Walmart, pela campanha Saco é um Saco.

Na manhã deste domingo, 28 de março, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) promoveu mais uma mobilização social da campanha Saco é um Saco. O ministro Carlos Minc, a secretária estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, Marilene Ramos, e representantes da rede de supermercados Walmart - parceira do MMA na campanha - distribuíram 3 mil sacolas retornáveis para as pessoas que passavam pelo calçadão de Ipanema, entre os postos 9 e 10, no Rio de Janeiro.

Carlos Minc lembrou que, desde o início da campanha, no Dia do Meio Ambiente (5 de junho) do ano passado, os brasileiros deixaram de utilizar 600 milhões de sacolas. "O cidadão começa a se mexer, adotando uma postura mais consciente. E, com essa mudança de atitude, as empresas também começam a mudar seu comportamento, investimento no meio ambiente", avaliou o ministro. O diretor de Relações Institucionais do Walmart, Carlos Ely, também participou da ação em Ipanema, e enfatizou o compromisso da empresa pelo consumo consciente.

No local, além da distribuição das sacolas retornáveis, foram realizadas diversas ações de educação ambiental para alertar a população sobre os danos que as sacolas plásticas comuns podem causar ao meio ambiente. Entre elas, uma apresentação de teatro sobre o tema, com a Companhia Emergência Teatral, além de oficina de reciclagem e distribuição de material informativo da campanha.

Consumo - No Brasil, são consumidas 1,5 milhão de sacolas plásticas por hora. Em todo o mundo são 500 bilhões de unidades por ano. O objetivo da campanha Saco é um Saco é reduzir o uso estimulando uma mudança de hábito nos consumidores.

Além do alto custo em recursos naturais e energéticos para sua produção, o plástico ocasiona graves problemas ambientais, como a obstrução de galerias de águas pluviais. Além disso, não é biodegradável, permanecendo por séculos no meio ambiente.

Mobilização - As pessoas que participaram do evento também puderam assinar um abaixo-assinado contra a emenda do deputado federal Ibsen Pinheiro - apelidada pelo ministro Carlos Minc de "Emenda Corsária" -, que prevê mudanças na distribuição dos royalties do petróleo - medida que afetará a economia do estado do Rio de Janeiro. Dois computadores foram montados no local, e as assinaturas foram feitas on-line.

.