Lobo-marinho morre de colapso cardiorrespiratório no Aquário

Compartilhe:

05/01/2011 - Nirley Sena / A Tribuna On-line

O lobo-marinho fêmea Alegra, que há dois anos dividia com Macaezinho um tanque do Aquário Municipal de Santos, morreu no final da noite desta terça-feira de um colapso cardiorrespiratório. Os profissionais do parque perceberam mudança no comportamento do animal no último domingo, quando ele passou a nadar de forma desordenada.


Alegra foi transferida para uma área reservada e mantida em observação. Durante este período, o animal alimentou-se sem dificuldade e não apresentou qualquer anormalidade. Na noite de terça, os veterinários pretendiam coletar sangue para exames laboratoriais, mas Alegra morreu durante o procedimento.

Na manhã desta quarta-feira foi colhido sangue para realização de sete tipos de exames sorológicos, cujos resultados deverão estar prontos em 10 dias.

Da espécie Arctocephalus tropicalis, Alegra, com idade estimada em três anos, chegou ao Aquário em agosto de 2008, recolhida pela Polícia Ambiental de Itanhaém, onde foi encontrada com ferimentos superficiais nas nadadeiras traseiras e pesando apenas 42 quilos.

O lobo-marinho foi, então, instalado em recinto reservado e submetido a avaliação clínica e processo de reabilitação que durou dois meses, prazo em que atingiu 55 quilos, considerado o peso ideal.

O nome Alegra, sugerido pela estudante Camila Bragion de Moura, foi escolhido mediante concurso promovido no início de 2009 pela Secretaria de Turismo, que contou com 922 participantes.
.