Pesticidas e substâncias químicas entram em lista de vigilância

Compartilhe:

04/04/2011 - Marina Estarque / ONU

Itens representam risco para meio ambiente e pessoas; medida serve para evitar o comércio em todo o mundo

Especialistas da ONU recomendaram seis pesticidas e substâncias químicas para a lista de vigilância devido ao risco que representam para o meio ambiente e seres humanos.

Fazem parte da relação, os pesticidas Endosulfan e Azinphos Methyl, bem como uma formulação altamente tóxica, Gramaxone Super. Os três estão agora na lista de Procedimento de Consentimento Prévio da Convenção de Roterdã. Integram ainda o anúncio, feito na semana passada, três substâncias químicas industriais, perfluorooctane sulfonate (Pfos), seus sais e precursores, e as misturas comerciais de pentaBDE e onctaBDE.

Forma Segura

Os especialistas do Comitê de Revisão Química da Convenção tomaram sua decisão baseada em ações regulatórias nacionais em vários países incluindo o Canadá e a Noruega além da União Européia.

O secretário co-executivo para a Convenção de Roterdã na FAO, Peter Kenmore, disse que o trabalho do Comitê pretende garantir o direito dos países de conhecer e comercializar substâncias químicas de forma segura.

As recomendações do Comitê serão avaliadas em junho, na quinta reunião da Conferência das Partes para a Convenção de Roterdã.

A convenção, uma iniciativa conjunta da FAO e do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, tem como objetivo tornar o comércio de químicos tóxicos mais transparente e menos vulnerável a abusos. Ela também promove o conhecimento e a informação para ajudar governos a tomar decisões de forma mais consciente.
.