Famílias atingidas por incêndio vão para o Manoel Nascimento

Compartilhe:

10/08/2011 - A Tribuna

Incendio atingiu palafitas próximas às áreas em que o IEF realiza pesquisa sobre a ecotoxicidade e nível de metais pesados no rio do Bugre.

Grande parte das 24 famílias que tiveram suas casas atingidas pelo incêndio ocorrido na madrugada desta quarta-feira no Caminho da Divisa, em Santos, irá ficar hospedada na casa de amigos ou familiares. No entanto, 10 famílias não têm para onde ir e vão ficar abrigadas no Centro Recreativo M. Nascimento por 15 dias. Ao todo são 89 pessoas desabrigadas.


Logo após o incêndio, as famílias foram deslocadas até a UME Profa. Maria de Lourdes Borges Bernal, no Jardim Castelo, escola pública próxima à região. Mas, no final da tarde, eles devem deixar a escola.

Segundo o vice-prefeito e secretário de Assistência social de Santos Carlos Teixeira Filho, será construído um alojamento na quadra da Zona Noroeste para que os desabrigados permaneçam um período maior e sejam acompanhados pelos assistentes sociais do Cras.


Ainda segundo o vice-prefeito, o alojamento está previsto para ficar concluído no período de 30 dias. Todas as famílias atingidas pelo incêndio foram cadastradas em programas de moradias.

Doações

As famílias precisam de roupa, material de limpeza, higiene e fraldas. As doações podem ser levadas para o M. Nascimento, que fica na Rua João Fracarolli, s/n, bem em frente ao Jardim Botânico, na Zona Noroeste.
.