Prainha Branca recebe a 31ª Ação Voluntária EcoFaxina neste domigo

Compartilhe:


02/08/2012 - William Rodriguez Schepis / IEF

Além do microlixo na areia, embalagens e pequenos objetos, as famílias da comunidade, junto com alunos da Unisanta, Etec de Cubatão e demais voluntários, farão a retirada de objetos grandes e pesados, acumulados com o tempo.

Fogões, geladeiras, televisores... coisas comuns dentro de uma casa, mas que não combinam com quintal. Ainda mais se o quintal for na Prainha Branca. 


A Prainha Branca vista da trilha de acesso

Alguns resíduos foram acumulando com o passar do tempo
Foto: Instituto EcoFaxina


Para deixar tudo limpo o Instituto EcoFaxina, a Sociedade Amigos da Prainha Branca e a Fundação Florestal se reuniram no 19 de julho, durante visita técnica na Prainha Branca, e acertaram os detalhes para a realização de uma Ação Voluntária EcoFaxina na comunidade.


Reunião dia 19/07. Da esquerda para a direita: Vanda, Marcos Campolim, Claudenice, Henrique, Janice, Natália, William Rodriguez Schepis e Mauricio.
Foto: Luana Santana Oliveira



A Prainha Branca é a última praia do litoral sul do estado de São Paulo, possui faixa larga de areia clara com 1.350 metros de extenção. Localizada na região conhecida como "rabo do dragão", na Ilha de Santo Amaro, abriga o maior conjunto remanescente de mata atlântica, com restingas e manguezais preservados. O acesso se dá por trilha ou por barco a partir de Bertioga.

Comunidade

Com indícios que remontam a 1830, o início da comunidade se deu a partir de 4 famílias que migraram da ilha Montão de Trigo e de São Sebastião.

Até o final da década de 50, a comunidade sustentava-se a partir dos recursos naturais, e a extração era realizada tanto de forma individual como coletiva. A coleta era destinada ao consumo interno, para a sobrevivência dos moradores, e uma porcentagem muito pequena dos recursos era vendida ou trocada por outros valores não existentes no local, quando era possível fazer estoque.

Foi a partir da pavimentação da Estrada Guarujá-Bertioga, Rodovia Ariovaldo Viana, SP 61, em 1958, que segundo os próprios moradores, toda a situação do local se modificou.

A progressão no número de habitantes da Prainha pode ser esclarecedora: doze famílias em 1928, 30 famílias em 1942, 294 habitantes em 1978 e aproximadamente 350 habitantes em 2004.

Atualmente mais de 90% da população ativa da Prainha trabalha fora da comunidade (principalmente em Bertioga), excluindo somente os donos de comércio, alguns funcionários públicos que trabalham na limpeza e manutenção do local, e pouquíssimos pescadores que vivem de “bicos”.

Em 2011 foi iniciado o processo de regularização fundiária, sonho antigo das famílias.

Ação Voluntária

Por se tratar de uma região isolada, diretores do instituto e parte dos voluntários chegarão no sábado, 04/08, para deixar tudo pronto para a ação. E como não dá para desperdiçar uma noite de lua cheia na Prainha Branca, faremos um luau a partir das 21 horas.

No domingo, 05/08, a ação voluntária terá início às 9 horas. Será a oportunidade para as 90 famílias realizarem um bota-fora em seus terrenos. Objetos pesados como móveis e eletrodomésticos deverão ser carredos pelos voluntários até o canto direito da praia, onde embarcações estarão aguardando para fazer o transporte dos resíduos até Bertioga, onde serão vendidos a um ferro-velho.

Oficina de compostagem

Após a ação voluntária, às 14 horas, será realizada uma oficina de compostagem, que irá ensinar as famílias a transformar todo o lixo orgânico vegetal em adubo, para ser utilizado nas hortas e jardins existentes nas casas.

Continuidade

O Instituto EcoFaxina pretende desenvolver outras ações em parceria com a Sociedade Amigos da Prainha Branca e a Fundação Florestal, que intermediou este primeiro contato com a comunidade local.

Canto direito da Prainha Branca visto a partir da ilha próxima a praia

31ª Ação Voluntária EcoFaxina
  • Local: Prainha Branca/Guarujá 
  • Data: 05/08/2012 
  • Horário: das 9 às 13 horas 
  • Oficina de Compostagem: 14 horas 
  • Encerramento: 16 horas
  • Organização: Instituto EcoFaxina, Sociedade Amigos da Prainha Branca e Fundação Florestal.
  • Apoio: Unisanta, Etec Cubatão, D.A. Biologia Marinha Unisanta, Project AWARE, Prefeitura do Guarujá, Prefeitura de Bertioga e Prefeitura de Cubatão. 
.