Óleo derramado em Maresias causa mortandade de organismos aquáticos

Compartilhe:


11/09/2012

O Instituto EcoFaxina entrou em contato com o engenheiro agrônomo e morador de Maresias, Andre Motta Waetge, que fez uma avaliação dos impactos causados pelo derramamento em um dos points mais tradicionais do surf brasileiro.

Texto e fotos: Andre Motta Waetge

No dia 06/09, por volta das 17h00, um caminhão da BR Distribuidora, tombou na SP-55, num trecho da Serra de Maresias.

O veículo transportava 15 mil litros de óleo diesel marítimo, combustível utilizado em embarcações.

Toda a carga vazou atingindo rapidamente a drenagem da rodovia, alcançando o córrego Canto do Moreira, situado no lado sul da praia de Maresias.

Pela manhã do dia seguinte, foi possível avaliar melhor o grande dano ambiental decorrente do acidente.



Até as 11:00hs do dia 07/09, a única barreira de contenção, feita próximo a foz do curso d’água, não estava contendo óleo, e ficou rapidamente saturada.

Como não estavam chegando pessoal e técnicos capacitados para resolver a situação, desesperadamente turistas, moradores locais e voluntários iniciaram um trabalho por conta própria, colocando absorventes pelo costão rochosos.


Apesar de alegarem que não ocorreu dano ambiental, pode ser evidenciado que os danos causados nos cursos d’água resultaram em uma mortalidade significativa de peixes, camarões (pitus e lagostim), insetos, etc.... O rio ficou estéril, desprovido de qualquer forma de vida.


No ambiente marinho, os danos resultaram inicialmente na morte de grande quantidade de pequenos crustáceos, peixes de diversas espécies, siris, etc...


Devido ao forte odor, e grande quantidade de óleo no mar, a Defesa Civil decidiu fechar aproximadamente 1Km de praia, às 12:00hs do dia 07/09, durante todo o feriado.
De acordo com assessoria de imprensa da prefeitura municipal de São Sebastião, a Defesa Civil levou duas crianças ao PS de Boiçucanga com irritação na pele e ardência nos olhos, sintomas clássicos de contaminação por óleo diesel.

Passados aproximadamente 4 dias após o acidente, continua sendo evidenciada grande quantidade de óleo diesel drenando do Rio do Canto do Moreira em Maresias, para o Oceano Atlântico.



A partir da viela 20 em direção ao canto do Moreira, o cheiro de óleo é insuportável.

O Secretário do Meio Ambiente de São Sebastião Eduardo Hipólito do Rego esteve hoje no local e ficou impressionado com a quantidade de óleo que ainda passa pelas barreiras de contenção instaladas no rio.

Nenhum tipo de aviso foi passado, ninguém sabe ao certo os efeitos que todo esse óleo diesel poderá causar a saúde das pessoas, turistas e frequentadores do Canto do Moreira.

Mancha de óleo diesel na praia de Maresias, no litoral de São Paulo
Foto: Adriano Vizoni/Folhapress

De acordo com a Organização Mundial da Saúde a exposição aos gases do combustível gasóleo, como o óleo diesel, podem provocar o cancro em seres humanos e pertencem à mesma categoria dos gases potencialmente mortais como o arsênico, o amianto e o gás mostarda.

Moradores locais relatam que tiveram um enorme prejuízo, principalmente os que trabalham com atividades aquáticas. O morador local e instrutor de aulas de surf, Gustavo Leite, relata que em nenhum dia de feriado teve alunos para trabalhar. “O meu prejuízo foi enorme, justo quando poderia faturar com o feriado”, ressaltou ele.


O que mais assusta disso tudo é que só se fala em exploração de pré sal a mais de 6000 mil metros de profundidade, temos em andamento um projeto de ampliação do TEBAR em São Sebastião, Ampliação do Porto de São Sebastião, oleodutos cortando todo Município de São Sebastião por onde passam toneladas de óleo por minuto, e quando um simples caminhão tomba na estrada ninguém consegue resolver o problema, o que vai acontecer quando o acidente tiver maiores impactos?

Canto do Moreira em Maresias, point clássico do surf nacional
Foto: Paulo Ricardo Fernandes

Representantes da Associação Amigos do Canto do Moreira (AACM) e da Sociedade Amigos de Maresias (SOMAR) estão trabalhando para entrar com uma representação contra todos responsáveis junto ao Ministério Público Federal neste terça feira.
.