BP é condenada a pagar a maior multa da história dos EUA

Compartilhe:

16/11/2012 

British Petroleum indicou que vai pagar cerca de 4,5 bilhões de dólares às autoridades americanas pelo vazamento de petróleo no Golfo do México

British Petroleum
Explosão ocorrida em 2010 na Deepwater Horizon deixou onze mortos e espalhou centenas de milhões de litros de petróleo no Golfo do México
Crédito: U.S. Coast Guard/Handout/Files/Reuters

A BP terá de pagar "a maior multa penal da história americana" como parte de um acordo amigável feito com as autoridades americanas relativo a parte do processo pela maré negra do Golfo do México, indicou nesta quinta-feira à AFP uma fonte ligada ao caso.


A companhia indicou que vai pagar cerca de 4,5 bilhões de dólares às autoridades americanas.
A BP havia confirmado "que mantém discussões avançadas com o Departamento de Justiça (DoJ) americano e com as autoridades do mercado de ações (SEC) sobre uma liquidação de todos os processos penais federais e no mercado de ações ligados ao acidente com a Deepwater Horizon". 


O acordo é relativo apenas aos processos penais e não a alguns processos civis federais, particulares ou iniciados por alguns estados. 


O valor recorde da multa penal supera 1,3 bilhão de dólares pagos em 2009 pelo laboratório farmacêutico Pfizer para liquidar os litígios relacionados a práticas comerciais ligadas a um anti-inflamatório. 


A explosão ocorrida no dia 20 de abril de 2010 na Deepwater Horizon, a 80 quilômetros de Nova Orleans, no sul dos Estados Unidos, deixou onze mortos e espalhou centenas de milhões de litros de petróleo no Golfo do México até o fechamento do poço quatro meses depois. 


A BP já havia concluído um acordo amigável de 7,8 bilhões de dólares com as vítimas da maré negra.

Poluição
Diante da dimensão do desastre, as embarcações empregadas na limpeza realizam um trabalho quase irrelevante
Crédito: U.S. Coast Guard/Handout/Files/Reuters