ONU quer monitorar os efeitos da radiação nuclear em pessoas de Fukushima

Compartilhe:

27/11/2012

O relator especial das Nações Unidas para os Direitos à Saúde, Anand Grover, elogiou o Japão por realizar uma pesquisa sobre a saúde das pessoas afetadas pela explosão da usina nuclear de Fukushima depois do terremoto e da tsunami, em março de 2011.


A ONU afirmou que é muito importante que os países monitorem os efeitos da radiação nuclear na saúde das pessoas.

O relator especial, Anand Grover, elogiou o trabalho do governo japonês para pesquisar o estado de saúde dos japoneses na área de Fukushima, devastada pelo terremoto e tsunami, em março de 2011.

Pesquisa

Após visitar o país durante 11 dias, Grover pediu ao Japão que amplie a pesquisa para todas as áreas atingidas pela radiação e que realize estudos mais abrangentes que examinem e monitorem a exposição das pessoas à radiação a longo prazo.


A radiação se propaga através das correntes atmosféricas.

O relator se mostrou preocupado pela população não ter participado do processo de decisões para resolver os problemas. Para ele, a participação do povo pode ter resultados positivos como aumentar a confiança do governo, facilitar a implementação das medidas e melhorar a supervisão.

Relatório

Grover vai apresentar um relatório completo sobre a situação na reunião do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, em junho de 2013.

O Relator Especial é um analista independente indicado pelo Conselho dos Direitos Humanos para ajudar os países-membros a promover e proteger o direito de qualquer pessoa ao mais alto padrão de saúde.

Edgard Júnior, Rádio ONU/NY