Mergulhadores retiram 915 kg de lixo do fundo do mar após carnaval na BA

Compartilhe:

15/02/2013

Foram mais de 560 latas de alumínio, 237 palitos e 213 garrafas. Material foi retirado por mergulhadores no trecho da Barra, em Salvador.

Grupo recolheu 213 garrafas plásticas do fundo do mar
Crédito: Galeão Sacramento/Divulgação

Cerca de 915 quilos de lixo foram retirados do fundo do mar em praias que fazem parte do circuito Dodô, em Salvador. A ação foi realizada na quinta-feira (14) nas praias do Porto da Barra, Hospital Espanhol, Farol da Barra e Cristo, e promovida por um grupo de vinte voluntários da escola de mergulho Galeão Vermelho.

O grupo informou que conseguiu recolher da água cerca de 560 latinhas de alumínio, 237 palitos de madeira, 213 garrafas plásticas e 74 tecidos. Os voluntários removeram ainda, partes de uma enceradeira, além de uma caixa de geladeira, grelha de fogão e tampa de ventilador.

Entre os objetos mais inusitados estão uma caixa de geladeira, uma grelha de fogão e uma tampa de ventilador
Crédito: Galeão Sacramento/Divulgação

"Retiramos esse lixo e comparamos para saber de onde ele está vindo. Estamos em busca da origem desse lixo para tentarmos barrar a entrada dele do mar. Pode ter lixo que vem de Madre Deus, Itaparica, Mar Grande e outros lugares", explicou ao G1 um dos coordenadores do grupo, Bruno Rocha, referindo-se à região metropolitana de Salvador.

Lixo foi recolhido por cerca de 20 mergulhadores no circuito da Barra
Crédito: Galeão Sacramento/Divulgação

Ele explica também que o lixo pode ser depositado por indivíduos que transitam pelo local. Por isso, o grupo realiza a limpeza da área em quatro períodos do ano. "Fazemos a ação antes do carnaval, para diagnosticar como fica o fundo do mar após o verão, depois do carnaval para sabermos especificamente qual tipo de lixo é jogado nesse período, também no meio do ano e em setembro", conclui Rocha. Ele explicou ainda que em setembro acontece um evento de cunho internacional, o Clean Up Day, conhecido no Brasil como Dia Mundial de Limpeza das Praias.

Fonte: G1