"Formigas loucas" que comem eletrônicos estão invadindo os EUA e são resistentes a inseticidas

Compartilhe:

20/06/2013

Desde que foi detectada pela primeira vez em 2002, em Houston, elas se espalharam para cerca de 21 municípios no Texas, 20 condados da Flórida e alguns locais em Mississippi e Louisiana. Elas são onívoras, atacam e matam outras espécies, bem como monopolizam fontes de alimentos em detrimento de todo o ecossistema. Danificam eletrônicos, causando milhões de dólares em danos.


Uma nova e irritante espécie de formiga está aterrorizando os EUA e os produtos químicos que matam outros tipos do insetos estão se mostrando ineficazes contra ela.

A formiga 'louca', apelidada assim por se deslocar de forma irregular enquanto percorre o país, é originária da Argentina e do Brasil.

De acordo com a ABC News, os produtos químicos que matam a formiga vermelha mais comuns não são eficazes nas "formigas loucas", e que o moradores devem ligar para o controle de pragas, caso haja infestação em casa. Só espero que eles cheguem antes das criaturas atacarem seu computador.

Os insetos são estranhamente atraídos por fiação e componentes elétricos. Em apenas um ano causou 146,5 milhões de dólares em danos no Texas, informou a ABC.

A destruição maior ocorre quando uma formiga encontra um transformador, ao tocar ela é eletrocutada e emite um cheiro que atrai outras formigas para a cena, que também são eletrocutadas.

Eventualmente, há tantas formigas mortas no transformador que os interruptores ficam presos ou o isolamento frita e o sistema é desligado.

Cortesia: University of Texas College of Natural Sciences

Mas LeBrun disse que o maior problema da invasão da "formiga louca" é que ela eliminou completamente a formiga vermelha, ou formiga de fogo. E ninguém sabe o porquê.

"Talvez o maior impacto seja a eliminação da formiga de fogo", disse LeBrun, segundo a ABC. "Todo o ecossistema mudou em torno das formigas de fogo. Organismos que não podem toleram formigas de fogo sumiram. Muitos podem ter surgido.

"Irão acontecer mudanças ecológicas. Agora vamos acabar com as formigas de fogo e colocar algo em seu lugar, que tem uma biologia muito diferente. Muitas transformações virão com isso."

As "formigas loucas" são comumente encontradas em áreas costeiras com temperaturas mais quentes. Conhecida cientificamente como Nylanderia fulva, elas também são referidas como "rasberry" após o controlador de pragas Tom Rasberry tê-las descoberto em Houston.


As "formigas loucas" não têm uma picada dolorosa tal como suas parentes, mas são um incômodo para os proprietários.

Foram identificadas por todo Texas até o Mississippi. Os pesquisadores acreditam que as formigas não conseguem sobreviver em regiões que estão secas e/ou frias.

Ao contrário das formigas-de-fogo, as "formigas loucas" não se espalham rapidamente. Eles só conseguem avançar cerca de 200 metros por ano por conta própria. O fator mais importante na sua propagação ao longo do Sudeste tem sido o transporte humano.

LeBrun recomenda cautela para os residentes em áreas com populações de "formigas loucas" e ficarem atentos quando viajarem.

Fonte: Daily Mail