Assinado contrato para início das obras do 'Santos Novos Tempos'

Compartilhe:

06/08/2013

O contrato e a ordem de serviço da 1ª etapa do 'Santos Novos Tempos', o programa de macrodrenagem da zona noroeste que vai beneficiar 120 mil pessoas de 14 bairros em uma área de 12 km², foram assinados nesta segunda (5) no paço, pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa e representantes do consórcio Mendes Júnior Trading e Engenharia S/A e Terracom Construções LTDA.

Serão beneficiados 120 mil moradores de 14 bairros. Crédito: Isabela Carrari

A prefeitura prevê ainda para esse mês o início das intervenções no Saboó, Radio Clube e Castelo. Para essa fase, serão investidos R$ 137,5 milhões (R$ 70 milhões do Banco Mundial na forma de empréstimo, e R$ 67,5 milhões de contrapartida do município).

O consórcio terá a incumbência de concluir essa fase em 30 meses (dois anos e meio) e realizar antigo sonho da população da zona noroeste. “Será o fim das enchentes e interdições na entrada da cidade e o fim dos alagamentos no Saboó, Castelo e Radio Clube”, disse o prefeito, durante a cerimônia de assinatura do contrato, que contou com a presença de três ex-prefeitos do município: o deputado federal Beto Mansur, a deputada estadual Telma de Souza e o diretor de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente da Sabesp, João Paulo Tavares Papa, que na solenidade representou o governador Geraldo Alckmin.

História

A zona noroeste, que este mês completa 37 anos de existência, começou a ser habitada nos anos de 1950, com o aterro dos mangues para o loteamento dos bairros. Por falta de infraestrutura, o aterro deixou a região abaixo do nível do mar, fazendo com que a área sofra com problemas de enchentes desde o início de sua ocupação. As águas não escoam e até mesmo com tempo bom as ruas ficam cheias, apenas pela elevação da maré.

Dados

- Benefício para 120 mil pessoas de 14 bairros, em uma área de 12 km²
- R$ 1,4 bilhão de investimento
- Construção de 13 comportas e 13 estações elevatórias
- Reconstrução do canal da av. Hugo Maia
- Dragagem do Rio São Jorge

1ª Fase

- Bairros: Saboó, Castelo e Rádio Clube
- R$ 137,5 milhões serão investidos nas intervenções (R$ 70 milhões via Banco Mundial e
R$ 67,5 milhões da prefeitura)
- O início das obras está previsto para fim do mês e devem durar 30 meses
- Ações: serão construídas 5 estações elevatórias, 6 comportas e 2 galerias, além do desassoreamento dos rios São Jorge e Lenheiros e reconstrução de metade do canal
da av. Hugo Maia

2ª Fase

- Bairros: São Jorge, Caneleira e Chico de Paula
- R$ 255 milhões em investimentos (R$ 180 milhões do Governo Federal e R$ 45 milhões da prefeitura)
- Ações: dragagem do Rio São Jorge, construção de 2 comportas, 3 estações elevatórias, 1 galeria e 1 reservatório de retenção

3ª fase

- Bairros: Santa Maria, Bom Retiro e Ilhéu;
- R$ 200 milhões em investimentos (em fase de captação);
- Ações: 5 estações elevatórias, 5 comportas e 2ª etapa de reconstrução do canal da av. Hugo Maia

Fonte: PMS