Ano novo, velhos hábitos. O lixo em Copacabana.

Compartilhe:

01/01/2014 

Copacabana amanheceu repleta de lixo. A imagem é deprimente, mas sejamos honestos: retrata bem os costumes do povo brasileiro. 

O 1º dia de 2014 de Copacabana: coberta de lixo.

Falta educação básica, aquela que vem de família. Falta senso de cidadania, de respeito ao que é público. Falta até higiene, apreço à limpeza. Falta punição para os porcos (lixo zero?). Sobra porcaria.

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana do município do Rio (Comlurb) removeu aproximadamente 369 toneladas de resíduos em Copacabana, Zona Sul, neste réveillon.

A pergunta que eu gostaria de fazer para abrir o ano de 2014 é a seguinte: por acaso as praias da Austrália ficam assim, nesse mesmo estado lastimável, com tantas garrafas de vidro e plástico jogadas na areia? Por acaso as praias da Flórida ficam parecendo um verdadeiro lixão?

Pois é. São nas pequenas atitudes que mostramos nossos valores e princípios, nossa educação. Copacabana era só alegria e beleza na noite de ontem. Mas quando o dia raiou, a realidade veio à tona, exposta pela luz solar: uma nojeira total, uma imundice asquerosa. Será que algum dia mudaremos? Dá para ter esperança com o povo brasileiro?

PS: Aproveito, também, para perguntar onde estão os ambientalistas nessas horas. Querem só “salvar o planeta” do derretimento iminente (mentira), mas quando há poluição concreta bem diante de nossos olhos, desaparecem?


Fonte: Rodrigo Constantino / Veja