Instituto EcoFaxina e Greenpeace unem forças para limpar manguezal em Santos

Compartilhe:

10/03/2017 

Esta será a quarta vez que as duas entidades unem esforços para combater a poluição marinha no estuário de Santos.

Acontece no próximo domingo (12/3) a 81ª Ação Voluntária EcoFaxina, que contará com a força dos voluntários do Greenpeace de São Paulo (SP) para realizar a limpeza do manguezal na Zona Noroeste de Santos (SP).

Voluntários posam para foto durante ação realizada em manguezal de Santos, no dia 29/1.
Voluntários posam para foto durante ação realizada em manguezal de Santos, no dia 29/1.

Com o reforço de 40 voluntários do Greenpeace, que descerão para Santos em um ônibus fretado, a ação tem como meta retirar aproximadamente uma tonelada de lixo do manguezal, com uma coleta focada sobretudo no plástico, material que agride severamente os ecossistemas e a fauna marinha da região. Muitas espécies marinhas, incluindo aves, tartarugas, peixes, golfinhos e baleias ingerem grandes quantidades de plástico ao confundirem com alimentos, causando a morte de muitos animais marinhos e também transferindo e bioacumulando poluentes químicos nos animais, ocasionando um processo chamado biomagnificação, que é o acúmulo progressivo de substâncias químicas de um nível trófico para outro ao longo da cadeia alimentar, incluindo o ser humano que consome peixes e frutos do mar, como caranguejos, siris, ostras e mexilhões.

Além de ser um berçário da vida marinha e abrigar uma enorme biodiversidade, o manguezal é um ecossistema de importância especial pelos serviços ambientais que fornece à região, como proteção costeira contra efeitos físicos e climáticos, retenção de sedimentos e sequestro e retenção de carbono atmosférico.
Além de ser um berçário da vida marinha e abrigar uma enorme biodiversidade, o manguezal é um ecossistema de importância especial pelos serviços ambientais que fornece à região, como proteção costeira contra efeitos físicos e climáticos, retenção de sedimentos e sequestro e retenção de carbono atmosférico.

Na última ação realizada em mangue, foram recolhidos 625 quilos de lixo, sendo 374 quilos apenas de materiais plásticos. No total, desde que iniciou as ações voluntárias em 2008, o Instituto já conseguiu recolher mais de 42 toneladas de lixo que seguiriam para os oceanos.

O mar se tornou uma sopa de plástico e o material se acumula em praias e costões rochosos da Baixada Santista. A foto acima mostra uma área de costão rochoso na praia do Saco do Major, em Guarujá. Os impactos que o plástico descartado no manguezal gera sobre os ecossistemas marinhos da região são extremamente prejudiciais não só para a vida marinha, mas também para o turismo.
O mar se tornou uma sopa de plástico e o material se acumula em praias e costões rochosos da Baixada Santista. A foto acima mostra uma área de costão rochoso na praia do Saco do Major, em Guarujá. Os impactos que o plástico descartado no manguezal gera sobre os ecossistemas marinhos da região são extremamente prejudiciais não só para a vida marinha, mas também para o turismo.

Pessoas interessadas em participar como voluntário da 81ª Ação Voluntária EcoFaxina, devem se inscrever diretamente no evento do instituto no Facebook (facebook.com/ecofaxina/events) ou enviar email para comunicacao.ecofaxina@gmail.com, com nome e numeração de calçado.

Haverá um ônibus saindo às 8h30 da Rua Dr. Oswaldo Cruz, 266 (http://bit.ly/1Q1mMBU), com previsão de retorno às 16 horas. Importante usar roupas leves e levar mochila para transportar água, lanches, celular, protetor solar, repelente, etc. O instituto fornece coletes de identificação, luvas e botas (uso obrigatório) e certificado de participação (5 horas).

As Ações Voluntárias EcoFaxina são a forma que o Instituto desenvolveu para chamar a atenção da população, da imprensa e do governo para a necessidade urgente de programas habitacionais para famílias que residem em palafitas em áreas de mangue no estuário de Santos. Também, em paralelo, para alertar sobre a necessidade de recuperação ambiental dessas áreas degradadas, com o objetivo de congelar as ocupações e diminuir gradualmente a poluição por plástico e esgoto no mangue, principal fonte de poluição do mar e das praias da região. Os eventos tornaram-se uma ferramenta de pesquisa e educação ambiental, que por meio da sensibilização e do trabalho em equipe, propiciam uma nova perspectiva do problema para voluntários e observadores. “São uma intensa troca de informações e experiências que promovem hábitos sustentáveis na população”, afirma o presidente do Instituto EcoFaxina, William Rodriguez Schepis.

Além de resíduos plásticos tradicionais, como embalagens de produtos, sacolas, isopor, etc, estão sendo encontrados também em ambientes aquáticos o microplástico e nanoplástico, que tem origem, em grande parte, pelo processo de fotodegradação e desgaste de objetos plásticos maiores, mas também presentes em produtos de beleza, como cremes esfoliantes, representando uma grande ameaça às espécies aquáticas. “Estudos recentes mostram a crescente presença desses nanoplásticos nos ecossistemas costeiros e marinhos. Apesar de serem observados somente por meio de microscópio eletrônico, são uma grande ameaça de poluição até então desconhecida e cada vez mais presente nos organismos aquáticos. Inclusive em nossos alimentos”, alerta Schepis.

O Instituto EcoFaxina atua desde 2008 com foco no desenvolvimento e apoio a políticas públicas, pesquisas, programas e ações voltadas à proteção do Meio Ambiente e ao Desenvolvimento Sustentável. Um de seus principais objetivos para 2017 é implantar o projeto “Sistema Ambiental de Coleta de Resíduos” no Estuário de Santos, que visa recuperar áreas degradadas de mangue, congelar a favela, diminuir a saída de plástico para o oceano e gerar renda para jovens e mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social nas palafitas. Para saber mais sobre esse projeto e conhecer o trabalho do Instituto, acesse http://www.institutoecofaxina.org.br/p/projetos.html.

SERVIÇO

81ª Ação Voluntária EcoFaxina
• Local: Manguezal, Zona Noroeste de Santos (SP)
• Transporte: saída às 8h30 - rua Dr. Oswaldo Cruz, 266 – Boqueirão – Santos (SP)
• Inscrições: pelo evento no Facebook (facebook.com/ecofaxina/events) ou pelo email comunicação.ecofaxina@gmail.com.
• O que usar/levar: roupas leves e levar mochila para transportar água, lanches, protetor solar, repelente, celular, etc. Serão fornecidos coletes de identificação, luvas e botas (uso obrigatório).
• Observação: menores de 18 anos somente acompanhados por adulto responsável.
• Organização: Instituto EcoFaxina. Apoio: Apoio: Unopar - Polos Santos e São Vicente, Greenpeace Brasil, Juicy Santos e Terracom Engenharia.