top of page

Ações Voluntárias EcoFaxina engajam diferentes setores da sociedade na preservação do meio ambiente

O Instituto EcoFaxina promove a união de pessoas, empresas e governo em ações diretas de combate ao lixo no mar.


Neste post, a jornalista Bianca Rodrigues e eu relembramos as 157ª e 158ª Ações Voluntárias EcoFaxina no manguezal. Embora tenham ocorrido no mesmo ecossistema e local, no bairro do Jardim São Manoel, em Santos, elas possuem suas particularidades e trouxeram novas vivências aos voluntários e parceiros, inspirados a falarem e agirem em defesa dos oceanos.


Sobre a 158ª Ação Voluntária EcoFaxina


Faz 14 anos que o Instituto EcoFaxina acompanha de perto as idas e vindas das marés no estuário de Santos e São Vicente. Estes movimentos que ocorrem graças às influências gravitacionais da Lua e do Sol são comuns nos oceanos, o que não é normal é encontrarmos tantos resíduos neste vaivém das correntes.


Com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a urgência da preservação do meio ambiente, e em celebração ao Dia Mundial da Água, escolhemos o manguezal, importante ecossistema e abrigo de uma grande biodiversidade de espécies, para realizarmos nossa 158ª Ação Voluntária EcoFaxina.


Da sala de aula à realidade na prática, a Luiza Kuribara, estudante de Biologia da Unisanta, surpreendeu-se com o que encontrou, "é completamente diferente do que vemos nos livros, os manguezais estão muito poluídos. Faltam projetos sociais como este, conversas nas escolas sobre o meio ambiente e umas saídas para os alunos participarem de ações de limpeza".



Ao todo, foram retirados 287 quilos de resíduos, sendo: 87 kg de plástico, 28 kg de isopor, 46 kg de borracha, 11 kg de vidro, 2 kg de metal, 31 kg de tecido, e 82 kg de outros. Entre os itens, dois capacetes, uma mala de viagem, dezenas de calçados, um sofá de dois lugares e uma cama.


A primeira vez no mangue, a gente nunca esquece! Foi assim comigo e com tantos participantes. O estudante, Clécio Arthur, contou que lhe faltaram palavras para descrever o sentimento ao se deparar com tanto lixo, mas que, com toda certeza, a ação de cada pessoa faz a diferença.



A ação foi registrada pela equipe da TV Thati Band Litoral. O repórter João Leite e o cinegrafista Papa, conversaram com o Diretor-Presidente do Instituto, William Schepis, e duas voluntárias, a Laís Marques e a Miucha Andrade. Toda visibilidade é bem-vinda, pois quanto maior o alcance dos nossos projetos, mais vidas serão beneficiadas, tanto humanas quanto silvestres.


Neste dia, também recebemos colaboradores da FAM Cargo BR, empresa parceira que nos apoia desde 2019. A publicitária Nicole da Silva gostou bastante de participar e colocar a mão na massa, "nós da FAM temos um viés: pelo ar, pelo mar e pela sociedade, e o Instituto ele não só abraça a causa do mar, mas sim da sociedade, porque esta ação como hoje, impacta diretamente no social, e fazermos esse background de pegar lixos do mangue, está ajudando tanto a natureza quanto o social. Para mim, está sendo uma experiência muito edificante, juntar o meu lado pessoal com o profissional tem sido mágico!".



A Nicole ainda aproveitou para incentivar os colegas de trabalho a viverem esta experiência, "além de fazer o bem, você estará se envolvendo com outras pessoas, querendo ou não é networking, pode desenvolver a empatia, trabalho em equipe, que é muito importante no meio corporativo, isto estreita laços. Quanto mais ações realizamos fora do escritório, mais reafirmamos o que falamos, de que somos uma família"!


Sobre a FAM Cargo BR

Uma empresa brasileira, composta por profissionais com grande experiência no mercado de Consolidação de Cargas Marítimas e Aéreas, e Logística Internacional. Seu escritório principal fica em Santos, município que abriga o maior porto da América Latina. A FAM Cargo BR se preocupa com a preservação do meio ambiente, destinando todos os anos parte de seus resultados para campanhas e instituições sociais que impactam positivamente a sociedade e o planeta.


"Somos uma empresa que apoia o Instituto EcoFaxina desde 2019. Sabemos da idoneidade da instituição e do impacto positivo que o trabalho desenvolvido traz para a nossa região, promovendo a economia circular e a cultura oceânica em prol do desenvolvimento sustentável. Além da redução na quantidade de resíduos plásticos no oceano, os materiais recicláveis coletados voltam para a cadeia produtiva. Vale ressaltar que a realização dessas doações, só é possível pelo esforço em conjunto entre o trabalho da equipe FAM, e a confiança dos clientes e parceiros que fazem tudo acontecer", ressalta Vanessa Mello - Co-Founder da FAM Cargo BR.

 

157ª Ação do Instituto EcoFaxina acende alerta para agravamento da poluição por aporte de plásticos no oceano


Por Bianca Rodrigues


O combate à poluição marinha não para! No dia 5 de fevereiro, os voluntários estiveram pela primeira vez este ano no bairro do Jardim São Manoel, para limpeza do manguezal. Durante a 157ª Ação EcoFaxina, foram realizadas coletas amostrais em parceria com o Blue Keepers, iniciativa do Pacto Global da ONU.


Como foi a metodologia:

A equipe do Instituto demarcou 3 parcelas de 9 metros quadrados para serem minuciosamente trabalhadas ao mesmo tempo. Enquanto isso, um quarto grupo se dedicou a limpar uma área não demarcada.


Ao todo, foram retirados 241 kg de resíduos do ecossistema, sendo:

  • Parcela 1: 57 kg

  • Parcela 2: 27 kg

  • Parcela 3: 69 kg

  • Área não demarcada: 88 kg

Na área não demarcada, pesou-se também por tipo de material, o resultado foi: 38 kg de plástico, 3 kg de isopor, 5 kg de borracha, 31 kg de tecido e 11 kg de outros.



O que foi coletado nas parcelas passou por uma gravimetria bem detalhada na sede do Instituto EcoFaxina. Os dados serão compartilhados com o Blue Keepers. A identificação dos resíduos e de suas fontes geradoras é fundamental na elaboração de projetos e políticas públicas para combater a poluição dos oceanos.


Novas parcerias

"Nossas ações reúnem pessoas que abdicam o seu tempo livre, de lazer e descanso, em prol do voluntariado para a proteção da vida marinha. É sempre muito gratificante conhecer ou reencontrar pessoas que carregam essa energia", afirma William Schepis, diretor-presidente do Instituto EcoFaxina.


A cada encontro é possível observar novos voluntários engajados e comprometidos com a preservação do meio ambiente. É o caso da Tathiana Doin e seu marido, Adilson Tobinaga, que participaram pela segunda vez. Eles fizeram questão de levar os filhos André, de 12 anos, Helena, 10, e a Heloísa, 7.



Thatiana comentou que tornar-se voluntária e parceira do projeto virou parte do seu propósito como empresária e ser humano, “existem tantas ações necessárias em nosso país e até mesmo aqui, em nossa região. Por que não podemos ter um olhar focado em algo que impacta a todos?”


A parceria entre o setor privado e projetos de impacto social e ambiental é um dos caminhos mais prósperos para se definir e alcançar objetivos de preservação. E ela fez um convite aos colegas empresários:


“Podemos trabalhar ações que já estejam previstas no planejamento anual de negócios, para que uma parte do lucro de uma empresa seja destinado às instituições. Existem empresas super consolidadas que não têm uma ação de impacto. Então, eu convido todos os empresários que puderem e tiverem interesse real em fazer a diferença no planeta, a conhecerem o trabalho do Instituto EcoFaxina.”

1.115 visualizações

Kommentare


bottom of page