top of page

O Instituto

Objetivo

Reduzir o aporte de plástico no oceano atuando na limpeza e na recuperação de áreas degradadas.

Missão

Informar, educar e inspirar pessoas a falarem e agirem pelos oceanos.

Visão

Ser referência no combate à poluição de ecossistemas aquáticos, recuperação de áreas degradadas e promoção da cultura oceânica e da economia circular.

Valores

No desenvolvimento das atividades e ações necessárias à consecução de seus Objetivos Sociais, o Instituto EcoFaxina, seus associados, conselheiros, diretores, colaboradores, voluntários, consultores e/ou assessores observarão sempre os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência, não fazendo qualquer discriminação de raça, cor, gênero e/ou religião.

História

O Instituto EcoFaxina – Limpeza, Monitoramento e Educação Ambiental é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em 2008 na cidade de Santos para combater a poluição marinha por meio da elaboração de projetos, desenvolvimento de pesquisas e promoção de políticas públicas para a redução do aporte de plástico no oceano, tendo como estratégia principal a contenção de resíduos sólidos flutuantes, a recuperação de áreas degradadas e a redução de ocupações irregulares em áreas de preservação permanente. O Instituto organiza mensalmente Ações Voluntárias de limpeza de áreas naturais que, além de conscientizar a sociedade sobre as fontes geradoras de poluição marinha, são uma ferramenta de pesquisa e ciência cidadã que, por meio da sensibilização e do trabalho em equipe, propiciam uma nova perspectiva sobre esse problema ambiental para quem participa ou acompanha os trabalhos. Até o momento (junho/2024) foram realizadas 177 Ações Voluntárias, envolvendo mais de 5.000 pessoas na retirada de 90.800 quilos de resíduos sólidos de ecossistemas aquáticos, o equivalente a 1.816.000 garrafas PET de 2 litros.

Com a convicção de que não somente é possível reverter o quadro de degradação ambiental no estuário de Santos e São Vicente,  mas que trata-se de uma questão prioritária e emergencial, em 2009 o Instituto EcoFaxina encaminhou à Prefeitura de Santos um Procedimento de Manifestação de Interesse Social no qual propõe uma parceria com o município para a implantação do Sistema Ambiental de Coleta de Resíduos, projeto que visa a redução da poluição por resíduos sólidos através da formação de uma frente de trabalho composta por moradores de comunidades de palafitas com a missão de conter a saída de resíduos sólidos flutuantes para o mar por meio da instalação e operacionalização de "ecobarreiras", recuperação de áreas degradadas de mangue e reciclagem, gerando renda para famílias que vivem em palafitas.

O Instituto EcoFaxina desenvolve desde 2010 o “Trote Ecológico EcoFaxina”, promovendo o voluntariado entre calouros e veteranos de universidades da região na luta contra a poluição marinha, sendo reconhecido pela UNE e pelo Ministério do Meio Ambiente como alternativa para os trotes violentos e premiado pela Fundação Educar Dpaschoal. 

Em 2011 o Instituto EcoFaxina foi premiado pelo Programa Jovens Embaixadores Ambientais realizado pela Bayer e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente da ONU (PNUMA). 

Em 2013 recebeu o Título de Utilidade Pública Municipal.

Ainda no ano de 2013, o Instituto EcoFaxina foi homenageado com o prêmio Guardiões das Praias e Projeto TOP - Transtorno Obsessivo por Praia, desenvolvido pela Ambev com o apoio do Programa Bandeira Azul, Revista Trip e Lynx Consultoria. Na ocasião o Instituto EcoFaxina recebeu 25 mil reais, uma semana de workshop de projetos ambientais na sede da empresa no Rio de Janeiro e menção honrosa no prêmio Trip Transformadores, promovido pela revista Trip na Oca do Ibirapuera. 

Em 18 de abril de 2016 celebramos uma grande conquista, com a aprovação do Projeto de Lei "Programa Ecobarreiras", pela Câmara Municipal de Santos. Um grande passo para a utilização dessa importante ferramenta prevista no projeto Sistema Ambiental de Coleta de Resíduos, que tramita na Secretaria do Meio Ambiente de Santos.

Em 2018 foi a entidade da Baixada Santista selecionada pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE) para conduzir os estudos para determinação das principais fontes poluidoras na porção insular do município de Santos, contando com o patrocínio da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA), da Agência de Proteção Ambiental da Suécia, em parceria com a Prefeitura de Santos. Também em 2018 foi convidado pelo ambientalista, jornalista e escritor Paul Hawken, para o lançamento do seu livro “Drawdown: 100 iniciativas poderosas para resolver a crise climática”, no Museu de Arte Moderna (MAM), com as presenças de Gisele Bündchen e Pedro Paulo Diniz. Foi palestrante no 1º Simpósio de Infraestrutura, Logística e Meio Ambiente - Debates sobre os 30 anos da Constituição Federal. Ainda em 2018 foi convidado pela Universidade de São Paulo para recepcionar e guiar estudantes de todo o mundo em uma visita técnica a bordo de escuna pelo estuário de Santos e São Vicente.

 

Em 12 de dezembro de 2018 celebrou um Termo de Cooperação Acadêmica com a Universidade de São Paulo para o desenvolvimento de projetos e pesquisas no estuário de Santos e São Vicente.

 

Em 22 de março de 2019 realizou a sua 100ª Ação Voluntária EcoFaxina no manguezal de Santos, com a participação do ministro do meio ambiente, Ricardo Sales, e do prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, por ocasião do lançamento do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar.

Em 30 de maio de 2019 foi convidado a apresentar o projeto Sistema Ambiental de Coleta de Resíduos no Instituto de Estudos Avançados da USP (IEA-USP) durante o OLA! Ocean LitterAcy Workshop.

 

Foi um dos atores responsáveis pela elaboração do Plano Estratégico de Avaliação e Monitoramento do Lixo no Mar (PEMALM) do Estado de São Paulo, que contou com a contribuição de diversos setores da sociedade para responder à necessidade de se compreender o problema do lixo no mar no estado para então buscar formas de combatê-lo. 


Atualmente integra o Grupo de Apoio à Mobilização da Região Sudeste para a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, em parceria com o Comitê de Assessoramento da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável no Brasil e com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Desenvolve pesquisa para determinação da concentração de microplásticos em sedimentos do estuário de Santos e São Vicente, em parceria com o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) e o Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus Litoral Paulista (UNESP-CLP). 

A atuação do Instituto EcoFaxina relaciona-se com os seguintes

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

Equipe

Parceiros

Prefeitura de Santos
FAM Cargo BR Logística Internacional
Instituto Oceanográfico da USP
UNISANTA
Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas da UNISANTA
Terracom Construções
Sociedade de Melhoramentos do Jardim São Manoel
All At Once Jack Johnson
bottom of page